15 de abr de 2009

É a Crise...


Essa semana numa de minhas andanças para colocar minha vida pessoal em dia, cruzei com uma simpática senhora sexagenária daquelas que puxam conversa sempre que alguém lhes sorri. Essa característica de alguns idosos me é muito simpática, me lembra a facilidade de conversa dos cariocas, e isso me remete a infancia, lembranças boas.

Mas enfim, essa conversa me levou a outros rumos, enquanto falava com aquela simpática senhora, ela me dizia o porque estáva tão distante de casa, naquele horário, e lamentava grandemente ter encontrado um serviço público com novo endereço, tendo agora de ir a outro local para resover seu problema. Enquanto ela me dizia qual era o problema que tentava resolver, cobrança exagerada de serviço básico, ela enumerava o porque era tão absurdo terem lhe cobrado tanto. Durante essa narrativa ela disse algo que soou muito engraçado, e me levou a "viajar na maionese".

"(...)eu tomo apenas um banho por dia, não durmo com ninguém então não preciso ficar me lavando(...)"

Neste ponto comecei a calcular as fortunas que gastamos depois de estar em um relacionamento estável, depilação, retoques de depilação (porque ente uma e outra seção sempre tem aqueles pelinhos rebeldes que acabam com qualquer lingerie), hidratações, manicures, esmaltes, hidratantes corporais, hidratantes para os pés (porque quando você dorme diáriamente com alguém, é conveniente que os pés estejam sempre macios e perfumados), lingeries novas e diferenciadas... e por vai.

Claro, solteiras também nos cuidados e nos mantemos sempre atrantes, mas, digamos que sem essa obrigação de "ficar se lavando"...

É possível dormir com meios horrorosos no pé sem creme pq está frio e estamos com preguiça, ou usar aquela camiseta velha de vereador, que é uma delíiiiiicia pra dormir. No inverso só fazer depilação quando há algum risco iminente de expor as pernas...e até prolongar aquela escova no cabelo, sem se importar que ele nãoe steja mais tão cheiroso quanto deveria.

Enfim, mulheres solteiras gastam menos e os maridos ainda ficam se perguntando porque a conta do cartão de crédito é tão alta, eles deveriam agradecer,imagina se as mulheres resolvessem economizar água e não ficassem "se lavando"...