2 de set de 2009

Têm amigos que te iluminam o dia.

Daqueles que não esperam convite, aparecem porque estavam com vontade de te ver, não te enviam um e-mail ou dão uma ligada, simplesmente se arriscam, tocam sua campainha porque a vontade de desfrutar de sua companhia os faz ser otimistas e saber que você estará lá para atender. Não esperam uma data especial, eles aparecem e fazem ser especial, fazem você especial.
Amigos assim estão dando uma passada rápida, mas ficam por horas, dão importância a este tempo que eles não planejaram em sua agenda, mas que é o mais importante do dia. Riem fácil e francamente, se importam . Conversam com você por horas a fio, iniciam vários assuntos e não terminam nenhum, porque há tanto o que conversar e compartilhar, mas o importante não é tudo o que há por ser dito, sem o que ficou por dizer, mas apenas o estar ali, jogando conversa fora no meio de um dia qualquer, sem um motivo qualquer, só porque deu vontade, só porque é seu amigo.
Hoje observei que não faço isso desde que saí do ginásio, só vou a busca dos meus amigos quando há um “objetivo”, um convite, um aniversário, uma razão daquelas que merecem ser agendadas. Há muitos anos não saio de casa apenas porque estou com vontade de me sentar e papear com um amigo. Me envergonho disso. Meu Orkut tem tantos deles, “amigos”, envio e-mail’s para todos, na maioria em grupos: Meninas, Rapazes, Faculdade, empresa tal, empresa X, colégio, família...
E ainda assim tenho a benção de receber a visita de amigos que simplesmente vieram me ver, apenas pra dizer oi, sem qualquer outra razão.
E eu ainda estou buscando razão???
Ora essa é a melhor e mais importante de todas, ver os amigos porque eles nos iluminam o dia, porque nos fazem sentir bem, nos encorajam, nos fazem rir, compartilham uma vida conosco em minutos eternos e maravilhosos.
Tenho agora uma vontade enorme de relacionar todos os meus amigos e visitá-los um a um, conhecer os virtuais, apresentar uns aos outros, entrelaçar afinidades, multiplicar amizades.
O tempo inteiro nos vemos buscando ampliar nossos resultados, estabelecer network, ser influentes e bem relacionados com quem possa nos auxiliar na selva profissional que se ergue cada vez mais densa e fechada, mas ...
Não estará nosso sucesso relacionado as pessoas que se beneficiam apenas com nossa presença? Aquelas que não nos perguntam sobre o que fazemos mas sobre como nos sentimos. Esta é a verdadeira rede de importância em nossas vidas.
Não quero mais fazer network, mas netconfort (sic), quero meus amigos em minha rede na varanda e não no Orkut.

Nenhum comentário: