5 de set de 2007

O Salto


Preciso denunciar, há assassinas entre nós.
Verdadeiras Serial Killer`s, especialistas em torturar, humilhar e por último assassinar com requintes de crueldade o salto alto.

Esse belíssimo acessório feminino, que tem por missão maior elevar a alma de uma mulher, tem sido vorazmente atacado por essas sociopatas.

Como cidadã defensora da boa postura, espero colaborar com a caça a estas algozes do salto alto, descrevendo seu retrato falado.

Dobram o joelho para se equilibrar no salto
Andam com passinhos curtos “socando”o salto no chão – faz parte da humilhação fazê-los de alarme ou uma espécie de sensor de presença
Ao parar elas empinam o bico do sapato, e ficam rodando o salto no chão, para torturá-los mostrando o solado do sapado e usando o salto como demarcador de solo (há assassinas mais cruéis que deixam a etiqueta de preço a vista no solado)

M.O. das Assassinas dos Saltos

Submetem o pobre salto a companhias como casaquinhos de lã esportivos e calças jeans estilo cargo
Combinam leggins rosas, pernas finas, blusas de estampas largas, estômagos altos e sapatos de salto branco (ahhhhhhhhhhhhhhhhhhh, isso é desumano)
Algumas homicidas mais cruéis, ressuscitam o salto largo e reto de botas em nobuk do inverno passado, já banidas para o além, para serem submetidos ao convívio tortuoso com calças cápris (forçadas a serem Skyns – mas isso é coisa para outro dia) e blusinhas de corte duvidoso.

Não posso continuar.

A mim só resta a esperança de que um dia os saltos se revoltem, recuperem sua auto estima, unam-se então num movimento de guerrilha pela elegância, buscando retomar sua dignidade há muito roubada e então reviveremos a memorável cena de “Mulher Solteira a Procura”.
Ai então terei minha alma lavada.

Nenhum comentário: