24 de set de 2007

Pedra Parada Cria Limo, e Faz Escorregar.


A sabedoria popular é fonte de grande conteúdo seja qual a for à área em que se queira aplicar. Claro com uma dose adequada de Maquiavel para a correta administração dessa sabedoria.

Ao observar o mundo corporativo é interessante verificar o poder que determinadas pedras têm sem nunca serem notadas.

Aquelas pedras limosas escondidas pela corredeira, que simplesmente estão ali há anos intocadas, sem nenhuma reação, simplesmente vendo a correnteza dos anos passar, e são exatamente estar pedras, ali quietas e paradas que são as mais perigosas.

Exatamente por não se mexerem, por não mudarem ao longo do tempo, por ficarem de expectadoras à vida do rio, estas são as pedras que fazem escorregar, são estas pedras que fazem a fama do rio de traiçoeiro, perigoso, arriscado, inseguro...

Há os que se arrisquem nessas corredeiras cheias de pedras escorregadias, eles vêm sempre revestidos de equipamentos de segurança e algum amor a aventura, mas passam rápidos, não atravessam o rio, mas se deixam levar de passagem por cima destas pedras limosas, se aproveitam do seu limo para escorregarem e passagem mais rápido com seus botes seguros.

Outros procuram a experiência de atravessas o rio e não se curvarem diante da correnteza, usam de toda sua paciência e habilidade em analisar cuidadosamente onde estão pisando e atravessam o rio contornando as pedras, algumas vezes pisam nelas e rapidamente buscam apoio em terreno mais seguro ou numa corda amarrada as margens do rio.
A travessia dos rios é inevitável, e as pedras jamais deixarão de existir, o importante é saber exatamente a que grupo de desafiante se pertence. Aos de equipamentos seguros ou aos que preferem se adequar para a travessia, e jamais deixar-se seduzir a tornar-se uma pedra.

Nenhum comentário: